Transporte seguro de substâncias durante a produção

Transporte seguro de substâncias perigosas durante as tarefas de produção

O transporte interno de mercadorias perigosas implica um alto risco potencial.
Não só existem riscos para a saúde devidos ao levantamento manual de cargas pesadas ou acidentes típicos como escorregamentos e quedas, mas também um risco significativo de danos às mercadorias transportadas.
Em caso de acidente, as substâncias perigosas podem derramar-se sem controlo e terem efeitos devastadores.

A seguir encontrará tudo o que precisa saber sobre o transporte interno de substâncias perigosas. Além disso, a nossa lista de verificação proporciona informação importante para o transporte seguro de substâncias perigosas na sua empresa e informa sobre os equipamentos apropriadas para fazê-lo.



Tudo o que precisa saber sobre o transporte de substâncias perigosas

Quais são os riscos específicos associados ao transporte interno de substâncias perigosas?

Se um recipiente se transporta de forma incorreta ou se danifica durante o transporte, pode produzir-se rapidamente uma fuga incontrolada de substâncias perigosas.

Dependendo da substância envolvida, os riscos são diferentes. Por exemplo, se a substância é classificada como perigosa para o meio ambiente, a penetração no solo, esgotos ou águas próximas pode causar danos ambientais consideráveis. Muitas substâncias podem ser tóxicas ou nocivas para a saúde por contacto com a pele, inalação ou ingestão. As substâncias inflamáveis, por sua vez, podem formar com o ar uma atmosfera explosiva, ATEX, perigosa.

Os gases sob pressão também são classificados como substâncias perigosas. O risco de danificar uma garrafa de gás aumenta consideravelmente durante o transporte. No caso de uma queda, por exemplo, a válvula, o ponto mais débil na garrafa de gás, pode romper-se e causar uma fuga repentina do conteúdo sob pressão. As garrafas de gás podem transformar-se em projéteis que são inclusive capazes de atravessar paredes de betão. As fugas de gás não detetadas também constituem um risco de asfixia.

Pode encontrar os perigos associados às substâncias utilizadas na sua empresa nas correspondentes Fichas de Datos de Segurança (FDS).

O empresário também deve assegurar-se que as substâncias perigosas estejam etiquetadas com os pictogramas adequados (regulamentos GHS / CLP) para que os trabalhadores as possam identificar claramente antes do transporte.

Aqui mostramos alguns exemplos:

Os produtos perigosos para o meio ambiente podem infiltrar-se no solo e nas águas subterrâneas.
Os produtos perigosos para o meio ambiente podem infiltrar-se no solo e nas águas subterrâneas.
 As substâncias corrosivas ou irritantes podem entrar em contacto com a pele.
As substâncias corrosivas ou irritantes podem entrar em contacto com a pele.
As substâncias nocivas podem-se inalar ou engolir.
As substâncias nocivas podem-se inalar ou engolir.
As substâncias inflamáveis podem formar atmosferas explosivas.
As substâncias inflamáveis podem formar atmosferas explosivas.
As garrafas de gás sob pressão podem transformar-se em projéteis (por exemplo, por rutura da válvula)
As garrafas de gás sob pressão podem transformar-se em projéteis (por exemplo, por rutura da válvula)

Tal como com as atividades de transporte habituais, a questão da ergonomia também deve ser considerada: se as substâncias perigosas encontram-se em grandes recipientes pesados como bidões, o transporte manual implica um alto nível de stress físico e um maior risco de lesões dos trabalhadores.

Qual é a diferença entre substâncias e mercadorias perigosas e quando se aplica um ou outro regulamento?

Inclusive se os dois termos às vezes se usam incorretamente como sinónimos, nem todas as substâncias perigosas são mercadorias perigosas! Os termos provêm de diferentes conjuntos de regulamentações e definem-se de maneira diferente, em alguns casos.

O termo "substância perigosa" está descrito pela regulação europeia CLP (Regulamento (CE) n.º 1272/2008 sobre classificação, rotulagem e embalagem de substâncias e misturas). Nele declaram-se como substâncias perigosas as que apresentam certas propriedades perigosas e o mesmo regulamento desenvolve para estas especificações para a sua etiquetagem e embalagem, bem como certas regras para o seu armazenamento e manipulação seguros.

Isto é particularmente importante para o transporte interno de substâncias perigosas, já que se deve entender como uma "atividade que envolve substâncias perigosas" e, portanto, está sujeito a regulação.

ADR (acordo europeu relativo ao transporte internacional de mercadorias perigosas por estrada).

Por outro lado, qualquer pessoa que deseje transportar substâncias perigosas em locais públicos deve examinar cuidadosamente as disposições sobre mercadorias perigosas. As "mercadorias perigosas" são substâncias perigosas classificadas pelos seus números ONU e, também, definidas para o transporte por estrada, no ADR (acordo europeu relativo ao transporte internacional de mercadorias perigosas por estrada).

Contrariamente ao Reglamento CLP, o ADR tem em conta explicitamente a natureza perigosa das substâncias quando se transportam em locais públicos. Em consequência, é possível que uma substância se considere uma substância perigosa nos termos do Regulamento CLP, mas não como uma mercadoria perigosa nos termos do ADR se não é transportada fora da empresa.

O regulamento de mercadorias perigosas implica disposições diferentes como requisitos de etiquetagem específicos, uso de embalagens e contentores com aprovação especial para o transporte.

Deve o empresário proporcionar ajuda para o transporte de substâncias perigosas dentro da empresa?

Sim.

Regulamento Geral de Segurança e Higiene do Trabalho nos Estabelecimentos Indistriais (Portaria n.º 53/71, de 3 de Fevereiro; Portaria n.º 702/80, de 22 de Setembro) obriga o empresário a realizar a avaliação dos riscos para a segurança e saúde dos trabalhadores.

O transporte interno de substâncias perigosas deve considerar-se como um processo de trabalho incluído na avaliação de riscos e isso implica a implementação de medidas de proteção apropriadas como, por exemplo, ajudas técnicas como dispositivos de manipulação de bidões ou equipamentos de transporte para garrafas de gás.

As diretivas europeias sobre saúde e segurança no trabalho estipulam explicitamente que estas medidas técnicas devem classificar-se por cima das medidas de proteção organizacional e pessoal (princípio STOP). No entanto, o uso preventivo de equipamentos de proteção individual (EPI) é claramente recomendado como medida de segurança adicional ao transportar substâncias perigosas.

Os requisitos legais também devem ser considerados no que diz respeito ao transporte de grandes cargas. Por exemplo, o regulamento requer medidas apropriadas para minimizar os riscos físicos para os trabalhadores.

É bom sabê-lo: o transporte seguro e ergonómico de produtos perigosos não só permite cumprir os requisitos legais, mas também ajuda a reduzir as ausências laborais relacionadas com a saúde e, portanto, melhora a produtividade e o rendimento. As medidas apropriadas também ajudam a garantir que mais trabalhadores possam assumir as tarefas de transporte. Além dos aspetos sanitários, ter os meios adequados para o transporte de substâncias perigosas também tem enormes vantagens económicas.

Todos os colaboradores podem transportar e manipular materiais perigosos?

Não.

Segundo o Regulamento Geral de Segurança e Higiene do Trabalho, o empresário deve definir as medidas de proteção necessárias após ter realizado a avaliação de riscos mencionada anteriormente. Entre outros, os trabalhadores devem estar informados e capacitados sobre as propriedades das substâncias perigosas, os possíveis perigos e as medidas de proteção que se devem tomar, designadamente no que concerne o transporte de substâncias perigosas.

Se é necessário, as pessoas também podem ser eximidas da tarefa de transportar substâncias perigosas, por exemplo, se há proibições específicas como no caso de mulheres grávidas.

A situação é diferente para o transporte de substâncias perigosas fosse da empresa. Neste caso, o condutor deve ter uma carta de condução especial para mercadorias perigosas (certificado de capacitação ADR) para estar autorizado a transportar mercadorias perigosas nas vias públicas.

Um trabalhador transporta um bidão que contém substâncias perigosas

Lista de verificação da DENIOS para o transporte seguro de substâncias perigosas na fábrica

Nota: Esta lista de verificação é apenas uma recomendação padrão.
Se for necessário, defina medidas individuais de acordo com as suas condições locais e a sua avaliação de riscos.

Prepare corretamente o transporte interno de substâncias perigosas! Feito?
Realize a sua avaliação de riscos: antes de começar a trabalhar, efetue uma avaliação de riscos e esclareça as seguintes perguntas:

  • Que riscos representa o produto perigoso a transportar?
  • Que quantidades se deslocam?
  • Com que frequência se deve transportar a substância perigosa?
  • Quem são os trabalhadores que transportarão ou poderão transportar a substância perigosa?
  • Por que rota se transporta a substância perigosa?
  • Quais são as possíveis fontes de perigo que podem ocorrer durante o transporte?
  • Qual é a probabilidade e a extensão esperada do dano?
Estabeleça medidas de proteção: determine as medidas de proteção adequadas para o transporte interno de substâncias perigosas a partir da sua avaliação de riscos, por exemplo:

Informe e capacite os seus trabalhadores: capacite-os especificamente para o transporte seguro de substâncias perigosas

  • no início do contrato,
  • a partir de então, pelo menos uma vez por ano,
  • cada vez que se mude de posto de trabalho
Transporte materiais perigosos com cuidado! Feito?
Identifique a substância perigosa: antes do transporte, determine de que substância perigosa se trata e que medidas de proteção se recomendam.
Verifique a marcação: antes do transporte, verifique que o produto esteja rotulado de acordo com as regulamentações (em particular ao receber a mercadoria e se a substância perigosa já foi transferida do recipiente original para outros recipientes).
Use os seus EPI: nunca trabalhe com substâncias perigosas sem colocar antes os equipamentos de proteção individual (EPI) previstos para este propósito. Isto também se aplica ao transporte!
Comprove que o recipiente ou embalagem não estejam danificados: antes do transporte, verifique que o recipiente não esteja danificado. Em caso de danos, substitua-o ou assegure-se que não haja fugas de substâncias perigosas durante o transporte.
Feche bem o recipiente: antes do transporte, verifique que o recipiente de armazenamento esteja bem fechado. Para garrafas de gás, a válvula deve estar no seu lugar.
Use ferramentas adequadas: quando transportar substâncias perigosas, use somente ferramentas e veículos adequados para o tipo de recipiente e verifique o seu correto funcionamento antes de os usar.
Verifique que tudo esteja devidamente assegurado e conectado: é essencial garantir que a carga esteja segura ao transportar materiais perigosos. Os equipamentos auxiliares, como ferramentas de manipulação de bidões ou carrinhos para garrafas de gás, geralmente estão equipados de serie com dispositivos de segurança para o transporte (por exemplo, correntes) que asseguram um bom agarre.
Mantenha-se sempre no caminho: use apenas as rotas designadas.

Mantenha a distância: mantenha uma distância suficiente de portas, escadas ou corredores.

Assegure um armazenamento seguro: antes de armazenar substâncias perigosas, verifique se o armazenamento conjunto está autorizado de acordo com as características dos produtos.


 

Os produtos de segurança da DENIOS reduzem ao máximo os riscos durante o transporte e garantem um transporte seguro e eficiente dos seus materiais perigosos. A seguir encontrará uma descrição geral da nossa gama de produtos para uma maior segurança no trabalho ao transportar materiais perigosos na empresa.


Segurança e ergonomia na manipulação de bidões.

Segurança e ergonomia na manipulação de bidões.

Em muitas empresas, as substâncias perigosas armazenam-se em bidões e, com frequência, a necessidade de transporte seguro e ergonómico dos mesmos subestima-se. A manipulação inadequada pode causar sérios riscos ambientais e para a saúde:

Virar ou deixar cair um bidão rapidamente provoca danos ou fugas incontroladas de substâncias perigosas. Além disso, os trabalhadores estão expostos a um stress físico significativo devido ao transporte manual, levantamento ou manipulação dos mesmos.

A DENIOS oferece-lhe uma vasta gama de equipamentos de trabalho adequados para minimizar os riscos relacionados com o transporte de substâncias perigosas em bidões dentro da empresa.


Manobradores de bidões
Para um transporte rápido e fácil.

Os manobradores para bidões consistem numa sólida plataforma inferior com rodas que giram suavemente. Facilitam a manobra dos bidões que se encontram no local de trabalho e os transportam a distâncias curtas. Graças ao seu desenho leve e que poupa espaço e à sua particular manobrabilidade, os manobradores de bidões também são ideais para usar em áreas onde o espaço é limitado.

  • Diferentes tamanhos para todos os tipos de bidões comuns (bidões de 60, 200 e 220 litros).
  • Modelos com barra de tração para um transporte mais cómodo.
  • Com função basculante, por exemplo, para esvaziar completamente o bidão mediante uma bomba.
  • Disponíveis modelos em aço inoxidável, ideais para a industria alimentar ou farmacêutica.
  • Bacia de retenção integrado (fabricado em PE ou aço).
  • Modelos eletricamente condutores para usar em zonas ATEX.

Ver a nossa gama de manobradores de bidões


Carrinhos para bidões
Para um transporte seguro com um esforço consideravelmente reduzido

Com uma carroça ou carretilla para tambores, os tambores mais pesados podem-se transportar a distâncias mais longas com muito menos esforço. Um dispositivo de segurança integrado para o transporte (por exemplo, em forma de correia ou corrente) garante uma boa sustentação. Alguns modelos oferecem práticas funções adicionais, como por exemplo assistência para carregar o tambor sobre um cubeto de retenção:

  • Diferentes tamanhos para todos os tipos de tambores comuns (tambores de 60, 200 e 220 litros).
  • Rodas de borracha maciça para um transporte especialmente suave ou pneus de ar para o seu uso em superfícies irregulares.
  • Com função basculante / de inclinação, por exemplo, para o esvaziado completo do barril mediante bomba.
  • Modelos eletricamente condutores para usar em áreas ATEX.

Ver a gama completa de carrinhos para bidões


Elevadores de bidões
Para a carga de bidões sobre paletes, bacias de retenção ou estantes com eficiência energética.

Os elevadores de bidões são ferramentas essenciais para carregar os bidões em europaletes, bacias de retenção ou estantes, por exemplo. A elevação e o descensão precisas e eficientes do bidão efetuam-se geralmente mediante alavanca manual ou um sistema hidráulico acionado pelo pé. As rodas guia proporcionam uma boa manobrabilidade e também permitem o transporte em distâncias mais curtas.

  • Diferentes tamanhos para todos os tipos de bidões comuns (bidões de 60, 200 e 220 litros).
  • Disponíveis basculadores especiais para bidões, que permitem inclinar o bidão para o enchimento ou o armazenamento na horizontal.
  • Diferentes alturas de construção e elevação para diferentes aplicações.
  • Várias variantes de chassis ajustáveis, para passar debaixo da palete, "abraçá-lo" por fora ou aceder desde a esquina do mesmo.
  • Modelos elétricos com bateria para levantar e baixar sem esforço manual (ótima ergonomia para uso frequente).
  • Modelos com certificação ATEX para uso em áreas perigosas.

Ver a gama completa de elevadores de bidões


Pinças e ferramentas de elevação
Levantar bidões em lugares de difícil acesso.

As aplicações especiais, como carregar uma embalagem de socorro / bidão de salvamento ou levantar um bidão localizado na fila traseira, requerem equipamentos de manipulação especiais. As pinças, ganchos ou abraçadeiras de elevação são os equipamentos ideais nestes casos. Estão fabricados em aço de grande solidez ou correntes flexíveis que simplesmente se penduram no guindaste.

  • Diferentes tamanhos para todos os tipos de bidões comuns (bidões de 60, 200 e 220 litros).
  • Modelos para bidões de pé ou deitados.

Ver a gama completa de pinças e ferramentas para bidões


Acessórios para empilhador
Para o transporte motorizado a longas distâncias

Deve transportar os bidões a longas distâncias e em áreas exteriores mas não quer comprar um veículo novo específico? Não há problema! Graças aos práticos acessórios disponíveis, o seu empilhador pode ser adaptado para efetuar estas tarefas:

  • Diferentes tamanhos para todos os tipos de bidões comuns (bidões de 60, 200 e 220 litros).
  • Pinças que permitem o transporte simultâneo de 2 bidões e, portanto, duplicam a manipulação.
  • Modelos eletricamente condutores para usar em áreas ATEX.
  • Basculadores especiais de bidão, que permitem inclinar o bidão para o encher ou armazenar horizontalmente.
  • Abraçadeiras especiais para montar bidões horizontais ou para o armazenamento horizontal.
  • Modelos aptos para usar por uma só pessoa, que permitem engantar ou inclinar o bidão diretamente desde a cabine do empilhador.
  • Pinças para girar e virar os bidões, para girar e esvaziar de forma controlada.

Ver a gama completa de acessórios para empilhadores


Produtos para zona ATEX

Evite as fontes de ignição durante a elevação e o transporte.

As fontes de ignição não só se geram quando se usam dispositivos elétricos, senão também quando se movem bidões mecanicamente, já que se podem gerar faíscas por fricção. A carga eletrostática também deve ser excluída como fonte de ignição em zonas ATEX. Portanto, os produtos como o carrinho para bidões Secu Comfort ou o elevador de bidões DENIOS Secu Ex estão desenhados para ser completamente antiestáticos, de modo que não precisam ser conectados à terra mediante conexão equipotencial.

 

 

Carrinho para bidões Secu Comfort
Bem mais ergonómico que o requerido pelas normas de segurança laboral.

O carrinho de bidões Secu Comfort está desenhado para una carga máxima de 350 kg e permite que inclusive pessoas sem treino possam transportar facilmente bidões de 60 a 220 litros. A plataforma é ajustável em altura e a sólida estrutura em aço e aço inoxidável, assim como as rodas de borracha, asseguram um transporte sem problemas nas instalações da empresa.

  • Para as mais altas exigências em termos de segurança e ergonomia no transporte manual frequente de bidões.
  • Económico, simples e rápido.
  • Uso variável para bidões em aço e em plástico de 60 a 220 litros.
  • Desenho sólido e duradouro em aço e aço inoxidável recoberto em pó (lacado) de alta qualidade.
  • Versão antiestática adequada para zonas ATEX 1, 2 IIA, IIB.

Ver os produtos

 

 

Elevador de bidão Secu Ex: máxima proteção do usuário em áreas ATEX

A manipulação de bidões em zonas ATEX requer ferramentas adequadas: o elevador de bidões Secu Ex foi especialmente desenhado para este propósito e cumpre com as regulações ATEX. Componentes como cabos condutores de eletricidade, rolos condutores da eletricidade estática e o uso de um material antiestático garantem a máxima proteção do utente.

O Secu Ex tem muito que oferecer em termos de equipamento individualizado: três variantes de chassis e três suportes de tambor diferentes oferecem uma grande variedade de possibilidades de configuração. Também está disponível em uma versão curta (por exemplo, para carregar paletes) e em uma versão mais alta (por exemplo, para colocar tambores em contentores modulares APQ).

Ver a gama de elevadores ATEX

Chassis estreito

Chassis estreito

Para passar debaixo de europaletes ou bacias de retenção

Chassis largo

Chassis largo

Para “abraçar” paletes europeus e bacias de retenção por fora

Chassis em forma de V

Chassis em forma de V

Para aproximar das esquinas das bacias de retenção e europaletes.

Pinça para bidão tipo M

Pinça para bidão tipo M

Para a elevação e o transporte horizontal de bidões em acero com rebordos e tampa de anel de aperto de 200 litros.

Pinça para bidão tipo SK

Pinça para bidão tipo SK

Fecho automático e ajustável segundo o diâmetro do bidão. Para bidões em aço ou plástico de 200 e 220 litros.

Braçadeira para bidão tipo W

Braçadeira para bidão tipo W

Para levantar, transportar e girar todo o tipo de bidões em plástico e aço L-Ring de 60 a 200 litros


Manipulação otimizada de pequenos recipientes

Manipulação otimizada de pequenos recipientes.

O transporte interno de substâncias perigosas em recipientes pequenos como jerricãs ou garrafões também requer muito cuidado. Durante o transporte, o gotejo pode ocorrer rapidamente e possivelmente passar desapercebido, pelo que os trabalhadores podem entrar em contacto acidentalmente com a substância perigosa. Também é provável que a fuga se estenda com as pisadas ou o trânsito de veículos industriais.

A solução: bacias de retenção móveis e ferramentas multifuncionais desenvolvidas pelos nossos engenheiros que nos permitem manter os standards de segurança habituais da DENIOS, inclusive durante o transporte interno e a manipulação de materiais perigosos em recipientes pequenos.


Bacias de retenção móveis
Prevenir eficazmente os derrames por quedas durante o transporte

As bacias de retenção móveis estão disponíveis em diferentes versões e tamanhos. Graças ao seu desenho mais pequeno e compacto, transportar substâncias perigosas em espaços e corredores estreitos já não é um problema. São ergonómicas e fáceis de manobrar graças às rodas guia com rolamentos suaves e graças aos puxadores de barra facultativa. Ao combiná-los com suportes de bidões, podem transformar-se numa estação de trasfega móvel.

  • Vasta gama com modelos de aço e plástico.
  • Aptos para bidões e embalagens pequenas de até 200 litros.
  • Modelos com suporte de bidões para o armazenamento horizontal do bidão ou como estação de trasfega móvel.
  • Modelos com puxador.
  • Kits de fixação de carga também disponíveis.

Bacias de retenção móveis em aço

Bacias de retenção móveis em plástico

Bacias de retenção móveis

Carrinho de manipulação e trasfega
Para poupar tempo ao encher

O carrinho básico é ideal para transportar jerricãs e outros recipientes pequenos para diferentes pontos de trasfega. Não é necessário descarregar o jerricã, graças à sólida cesta basculante. Pode-se adaptar para jerricãs de 15 a 30 litros e poupa tempo e esforço ao permitir o esvaziamento diretamente desde o carrinho.

  • Ideal para transportar jerricãs e outros recipientes pequenos.
  • Pega para uma manipulação ótima e um transporte seguro.
  • 2 rodas de borracha maciça fáceis de manobrar (200 mm).
  • Também disponível como um prático kit completo com cesta basculante para jerricãs de até 30 litros, para usar como estação de trasfega móvel.

Ver a gama de carrinhos de manipulação

Carrinho de manipulação e trasfega

Carrinhos de transporte de plástico
Transporte sem esforço de pequenos contentores.

Ao armazenar substâncias perigosas, é essencial ter um sistema móvel apropriado. No entanto, transportar produtos também implica um maior risco de acidentes e fugas. Pode transportar os seus produtos de forma segura com o nosso resistente carrinho de transporte de plástico.

Em forma de contentor, não só oferece uma proteção efetiva contra fugas de líquidos, mas também permite ao utente transportar de forma segura, rápida e ergonómica.

  • Muito resistente face a óleos, ácidos, bases e outras substâncias agressivas.
  • O robusto chassis consta de grandes rodas de borracha na parte traseira e rodas guia que são fáceis de manobrar e estão equipadas com travões na parte dianteira.
  • A pega ergonómica permite um transporte seguro, rápido e cómodo.
  • Anticorrosão e fácil de limpar.

Ver a gama de carrinhos de transporte de plástico


Transporte de garrafas de gás perfeitamente protegidas.

Transporte de garrafas de gás perfeitamente protegidas.

O transporte de gás sob pressão supõe riscos particulares para a segurança laboral. Os golpes, projeções e rodá-las na posição horizontal estão absolutamente proibidos quando se transportam garrafas de gás. De modo geral, as garrafas de gás não devem ser transportadas ou rodadas diretamente por pessoas.

No seu local, use carrinhos e estruturas para garrafas de gás da DENIOS. Estas ferramentas profissionais recomendam-se especialmente para atividades regulares e estão equipadas com numerosos dispositivos de segurança que evitam que as garrafas de gás caiam, rodem ou embatem durante o transporte.


Carrinhos para garrafas de gás
Transporte seguro e ergonómico de garrafas de gás.

O peso de uma garrafa de gás pode ser de mais de 70 kg. Isto supõe um risco de lesão que não se deve subestimar, especialmente durante o transporte manual. Não só as pessoas podem resultar lesionada por uma manipulação incorreta das botijas: o risco de danificar a garrafa de gás também aumenta consideravelmente. Os carrinhos para garrafas de gás da DENIOS permitem uma manipulação segura sem ter que levantar cargas pesadas.

  • Modelos que podem conter até 2 garrafas de gás de 50 litros cada um.
  • Modelos em aço ou em polietileno (PE), particularmente fáceis de manipular.
  • Rodas ou pneus de borracha maciça.
  • Correias de agarre e correntes de fixação incluídas.

Ver a gama de carrinhos para garrafas de gás


Armações de transporte e paletes para garrafas de gás.
Soluções profissionais para grandes quantidades de garrafas.

Se se transportam grandes quantidades de garrafas de gás a grandes distâncias, requerem-se equipamentos especiais. O transporte mediante empilhadores, porta-paletes ou guindaste só se deve realizar se as garrafas de gás se colocam nas armações de transporte previstas para este propósito e, além disso, estão corretamente fixadas. A gama da DENIOS inclui armações de transporte e paletes para garrafas de gás sob pressão.

  • Modelos para até 12 garrafas de gás propano de 33 kg.
  • Versões de aço ou polietileno (PE), particularmente fáceis de manipular.
  • Modelos com prática rampa de acesso para a carga ergonómica com carrinhos de transporte.
  • Transportáveis com empilhador, porta-palete ou guindaste.

Ver a gama de armações e paletes


Armazenamento seguro de substâncias perigosas

Armazenamento seguro de substâncias perigosas

O transporte seguro de substâncias perigosas começa com o armazenamento em recipientes adequados, os quais devem adaptar-se de maneira ótima às propriedades e quantidades das respetivas substâncias. Quer sejam líquidos perigosos ou substâncias sólidas, a gama da DENIOS inclui uma seleção completa de contentores e recipientes de segurança para uma ampla variedade de usos, desde garrafas até contentores ASP.

A maioria dos nossos produtos estão aprovados pela ONU para o transporte legal fora das instalações da empresa / homologação ADR.


Na maioria dos meios de produção, os trabalhadores manipulam diariamente substâncias perigosas líquidas e é importante fazer com que o seu uso seja o mais seguro possível. A gama de produtos DENIOS FALCON foi desenvolvida para cumprir com precisão os diferentes requisitos que se podem apresentar.

A gama inclui uma ampla variedade de soluções em aço, aço inoxidável e HDPE (polietileno de alta densidade) para o armazenamento, transporte e dosagem de substâncias perigosas. Os recipientes de armazenamento e transporte FALCON são a ferramenta ideal quando se precisa transportar pequenas quantidades rapidamente ou tê-las à mão quando seja necessário.

Frascos de armazenamento e transporte

  • Aço ou aço inoxidável para líquidos inflamáveis e agressivos.
  • Versões em HDPE muito resistente a ácidos e bases.
  • Volume de 1 a 5 litros.
  • Para um armazenamento e transporte interno seguros.
  • Tampa de rosca com selo de PTFE resistente a produtos químicos (modelos em aço e aço inoxidável com apaga-chamas integrado).
  • Cabo ergonómico para uma manipulação segura.
  • Etiqueta de segurança multilingue incluída, para rotular o conteúdo de acordo com o CLP.

Ver os frascos de armazenamento e transporte

Jerricãs de transporte

  • Aço ou aço inoxidável para líquidos inflamáveis e agressivos.
  • Volume de 10 a 20 litros.
  • Homologação UM / ADR para o transporte de líquidos dos grupos de embalagem I, II e III (UM 3A1 / X / 250 /...).
  • Equipados com tampa de rosca e grande abertura (Ø aprox. 43,5 mm).
  • Válvula de ventilação para o esvaziamento uniforme e rápido.
  • De série com tubo de saída de plástico flexível (Ø aprox. 20 mm).
  • Etiqueta de segurança multilingue incluída, para rotular o conteúdo de acordo com o CLP.

Ver a gama completa de jerricãs FALCON

Recipientes de segurança para o armazenamento e o transporte

  • Aço ou aço inoxidável para líquidos inflamáveis e agressivos.
  • Volume de 10 a 20 litros.
  • Homologação UN / ADR para o transporte de líquidos dos grupos de embalagem I, II e III (UM 3A1 / X / 250 / ...).
  • Válvula de ventilação para esvaziamento uniforme e rápido.
  • Ø de abertura aprox. 35 mm com tampa ergonómica de alumínio.
  • Anel protetor de borracha de nitrilo ao redor do recipiente.
  • Etiqueta de segurança multilingue incluída, para rotular o conteúdo de acordo com o GHS.

Ver os recipientes de segurança para o armazenamento e o transporte


Contentores para o transporte de substâncias líquidas e sólidas

Recipientes para substâncias perigosas líquidas

Se se manipulam líquidos perigosos, por um lado, precisam-se recipientes para pequenas quantidades no local de trabalho, mas também devem armazenar-se centenas de litros em bidões, tanques ou inclusive grandes cubicontentores / IBC. Se as substâncias perigosas, por exemplo em forma de resíduos, têm que abandonar as instalações da empresa, precisam-se recipientes especialmente aprovados.

Os produtos da DENIOS têm todas as soluções:

Recipientes para substâncias perigosas líquidas

Recipientes para sólidos perigosos

Os sólidos perigosos podem apresentar-se numa grande variedade de formatos: granulados ou pó, aparas metálicas, substâncias pastosas ou inclusive resíduos como, por exemplo, panos de limpeza contaminados com líquidos perigosos. Com o uso cada vez maior da tecnologia de iões de lítio, o armazenamento seguro e a eliminação de baterias usadas ou danificadas também está a converter-se num problema.
A gama DENIOS oferece as soluções adequadas:

Recipientes para sólidos perigosos

Deixe-se assessorar 

João Rocha - Representante Técnico Comercial da DENIOS Portugal

Deixe-se aconselhar

Na DENIOS, começamos em 1986 a desenvolver competências para todos os problemas relacionados ao armazenamento e manuseamento de produtos perigosos, sempre com segurança e de acordo com a legislação. Conhecemos os múltiplos compromissos que a sua empresa deve adotar para cumprir as suas responsabilidades diárias. Com a nossa experiência e conhecimento, podemos ser uma grande ajuda para si, também em todos os assuntos relacionados ao armazenamento de substâncias inflamáveis!

Deseja mais informações?
Ligue gratuitamente para o número    800 11 31 46
para falar com um de nossos especialistas.


* As informações coletadas nesta página foram cuidadosamente preparadas pela DENIOS SL de acordo com nosso conhecimento e nosso princípio de honestidade. A DENIOS SL não pode assumir qualquer garantia ou responsabilidade de qualquer tipo, seja contratual, ilegal ou de qualquer outra forma, por pontualidade, integridade e correção, nem perante o destinatário desta revista nem perante terceiros. O uso das informações para seu próprio uso ou para outros fins é por sua conta e risco. De qualquer forma, observe a legislação local atual.